<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=680782996107910&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Como criar uma proposta de valor ao funcionário?

4 min de leitura

Publicado em 07/10/18

Saber como criar uma proposta de valor para o funcionário pode fazer com que a empresa se adapte melhor às constantes mudanças do mundo contemporâneo e garantir que os colaboradores tenham mais motivação para desempenhar melhor suas funções.

Velhos modelos de retenção de talentos não funcionam mais porque, hoje em dia, os profissionais buscam sentido no que fazem — não somente dinheiro. Além disso, boa parte das atividades mecânicas já foi substituída por máquinas e outras, que não exigem capacidade crítica e criativa, serão feitas por robôs futuramente.

Nesse contexto, aprender a criar uma proposta de valor para os colaboradores faz toda a diferença para o empreendimento. Continue a leitura e descubra mais!

O que é proposta de valor?

Originalmente conhecida como employee value proposition (EVP), a proposta de valor para o empregado é a soma de benefícios oferecidos pela empresa que procura manter os colaboradores engajados com seus objetivos.

E ela vai além: contribui para a retenção de talentos. Assim, é possível manter os trabalhadores valorosos em vez de cair na alta rotatividade. Se o funcionário entende que é bom trabalhar na empresa, ele vai, desde o início, dar seu melhor. Afinal, saberá que é privilegiado por fazer parte do empreendimento.

Para atingir esse nível, porém, não basta que a companhia faça promessas: ela deve se empenhar de forma constante para que a proposta de valor seja uma realidade dentro do negócio, não apenas uma utopia. Isso porque, quando o acordo não é cumprido, é comum que ocorram insatisfação e desmotivação no ambiente de trabalho.

Como ela funciona?

Existem várias formas de se apresentar a proposta de valor. Uma boa forma de fazer isso é entendê-la como um contínuo — assim, os processos que se desencadeiam garantem a satisfação do funcionário e permitem alcançar as metas da empresa.

Lembre-se de que uma ou outra ação isolada não é capaz de estruturar uma boa proposta. Por isso, quanto mais completa ela for, melhores resultados pode trazer. Existem três aspectos importantes que devem constar na proposta de valor:

  • contratual: o que, de fato, a empresa oferece em termos de salário e demais benefícios (plano de saúde, programas de bem-estar e outros);
  • vivencial: que diferenciais existem no dia a dia que contribuem para a satisfação do funcionário no trabalho;
  • emocional: o colaborador deve ser capaz de enxergar propósito e ter envolvimento real com o que faz, já que ninguém deseja ser apenas um cumpridor de tarefas.

É importante considerar que o número de profissionais graduados só cresce e é natural que eles queiram ter uma relação qualitativa com o trabalho. Além disso, os melhores funcionários não se interessam por tarefas maçantes. É essencial não só agradá-los, mas desafiá-los para alcançar desdobramentos ainda significativos. 

Por esse motivo, é fundamental ter em mente que desenvolver uma proposta de valor não deve ser entendido como um incômodo para o negócio. Ao contrário, trata-se de um investimento que só traz benefícios ao empreendimento.

Por que ela é importante?

A proposta de valor para o funcionário ajuda a diminuir a rotatividade na empresa e aumenta a produtividade e a qualidade do trabalho. Isso acontece por que os colaboradores ficam mais satisfeitos e se tornam mais engajados com essa abordagem.

Assim, a estratégia é benéfica para o empreendimento pois evita soluções paliativas — como ter de fazer novas dispensas e contratações sempre que o trabalho não sair como o esperado. O custo disso é muito maior do que a preocupação com as condições do ambiente da empresa. 

Quando atenção é dedicada a essa estratégia, os funcionários se sentem ouvidos e valorizados. Isso faz toda a diferença para quem busca propósito no trabalho e quer, de alguma forma, fazer a diferença na profissão. Esse provavelmente é o funcionário que toda empresa busca.

Como criar uma proposta de valor para o funcionário?

Para criar uma boa proposta de valor para o funcionário, é preciso saber como implementá-la. O primeiro passo é avaliar a estrutura da organização e o que ela oferece aos colaboradores. Alguns aspectos que podem guiar esse processo incluem:

  • os salários são compatíveis com o mercado e a concorrência?
  • o contrato oferece algo além de benefícios comuns, como plano de saúde, e insere o colaborador em um clube de vantagens, por exemplo?
  • como a empresa é fisicamente (as cores, a decoração, a divisão do espaço e até mesmo o cheiro do local podem influir na atuação profissional)?
  • qual a cultura da empresa? Ela cumpre o que promete (isso é essencial para ter a credibilidade dos funcionários)?
  • você sabe qual a opinião dos funcionários sobre a empresa? Já procurou fazer uma pesquisa com resposta anônima?

Sem saber qual a situação atual da companhia e como os colaboradores se sentem nesse contexto, é difícil acertar na criação da proposta de valor. Consultar a equipe para entender quais pontos são necessários mudar pode ser uma excelente abordagem.

Além de tudo, ao responder a essas perguntas e atuar para ajustar o que for preciso, a empresa ganha condições de oferecer uma proposta diferenciada aos colaboradores.

A partir daí, é essencial organizar os recursos para que as novas diretrizes sejam implementadas e os funcionários, tanto os que estão há mais tempo na companhia quanto os novatos, entendam as transformações positivas que devem acontecer dali para a frente.

Com comprometimento e avaliação constante dos processos, um novo ambiente e uma nova forma de trabalho se formam na empresa. Aumentos na produtividade e na qualidade serão visíveis. Com isso, os desejos de permanecer na organização e dar o melhor de si se tornam naturais. 

Lembre-se sempre de ser condizente com o que a empresa propõe para que, de fato, a equipe se sinta motivada e todos possam crescer com isso. Dessa forma, com engajamento e transparência de ambas as partes, tanto a organização quanto os colaboradores ganham. 

Gostou de saber como criar uma proposta de valor? Então, aproveite para nos seguir no Facebook, no LinkedIn, no Twitter e no YouTube. Assim, você vai continuar sempre por dentro dos melhores conteúdos sobre recursos humanos.

Deixar comentário