<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=680782996107910&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

O que responder sobre defeitos e qualidades para entrevista de emprego?

4 min de leitura

Publicado em 11/06/18


Aproveite para descansar os olhos e ouça esse conteúdo! Clique no play acima!

O autoconhecimento é a chave para resolver muitos problemas em todas as áreas da vida. Entre outras coisas, ele ajuda na análise de onde se está e de aonde se quer chegar. E quando se concorre a uma vaga, ele permite saber as respostas sobre os defeitos e qualidades para entrevista de emprego.   

Esse é o momento de usar a sinceridade e compreender que instituições sérias não têm a pretensão de contratar profissionais perfeitos. Elas entendem que todo ser humano é dotado de capacidades e pontos a serem aprimorados.

Portanto, se você quer se preparar para uma entrevista de emprego e ter ciência de quais são as melhores respostas para essa conversa, continue lendo este post!

Por que as perguntas sobre qualidades e defeitos são feitas?

Quem já passou por um processo de seleção sabe que ele é composto por várias etapas. Reconhece também que a entrevista não é só mais um desses estágios, mas um dos mais importantes, pois é nela que os conhecimentos de ambas as partes se aprofundam.

Tanto recrutador quanto candidato têm, nessa fase, a oportunidade de se informar um pouco mais. E é este o principal intuito das perguntas dos entrevistadores: entender de que forma o possível colaborador pode atuar na empresa.

Por isso, é totalmente aceitável e até mesmo esperado que o entrevistado tenha dificuldades e problemas. A questão que se coloca, aqui, é se ele sabe quais são e o que fazer para solucioná-los. O que conta é o grau de maturidade e a inteligência emocional.

O cotidiano em uma organização exige que um profissional esteja aberto a críticas e eventuais feedbacks negativos. Se uma pessoa tem humildade para reconhecer as próprias falhas, aceita o aprendizado e trabalha para melhorar, ela se destaca por ter uma competência essencial para o mercado.

Assim sendo, a honestidade é o melhor caminho. Afinal, se você não consegue falar de uma fraqueza na entrevista, o recrutador ficará desconfiado de que você também esconda seus erros e defeitos no dia a dia do trabalho.

Quais as melhores respostas sobre defeitos e qualidades para entrevista de emprego?

A resposta para essa pergunta pode variar de indivíduo para indivíduo, pois cada um tem a sua personalidade própria. Contudo, apesar de cada pessoa ter que responder às perguntas segundo a sua subjetividade, é possível pensar a respeito do assunto com antecedência.  

É preciso analisar profundamente as qualidades e os defeitos tanto técnicos quanto comportamentais. Por essa razão, procure saber quais as exigências da vaga e faça a si mesmo perguntas que sejam relevantes para a sua execução.

Alguns exemplos de questões a se considerar são: como está a minha habilidade de escrita? Meu inglês está enferrujado? Gosto de lidar com números? Trabalho bem sob pressão? Tenho facilidade para trabalhar em equipe? Perguntas desse tipo guiam a sua reflexão e produzem boas conclusões.

Para ajudar você a pensar em suas respostas, fizemos uma lista com as qualidades mais procuradas por recrutadores e uma com os defeitos que podem não atrapalhar a sua candidatura. Observe:

Qualidades

Ao relatar suas qualidades, entenda que falar características que são pressupostos básicos não o colocará em uma posição de destaque. Um exemplo é dizer que é honesto e sincero. Essas são qualidades que já se esperam de qualquer pessoa. Logo, foque em seus diferenciais. Ressalte aspectos como:

  • organização;

  • flexibilidade;

  • criatividade;

  • experiência;

  • pontualidade;

  • observação;

  • proatividade.

Você deve ligar as suas melhores características aos requisitos da vaga. Desse modo, é importante dar exemplos das qualidades que mencionou, ainda que sejam situações vivenciadas fora do contexto empresarial, afinal, caso você não tenha experiência profissional, pouco terá para falar sobre esse ponto de vista.

Portanto, não veja problemas em dizer das suas experiências na escola, na faculdade ou até mesmo na família. Por exemplo, se você deseja ressaltar sua habilidade de liderança, diga algo como: “sempre liderei os trabalhos em grupo”, “gosto de organizar o amigo-oculto no Natal” etc.

Defeitos

Falar dos defeitos não é algo ruim. O ideal é que você os admita como falhas e que busque o lado positivo em tê-los ou demonstre o que faz para superá-los. Assim sendo, assuma a responsabilidade por todos eles e nunca coloque a culpa em outras pessoas.

Recrutadores são treinados e entrevistam muitas pessoas, por isso, sabem distinguir uma resposta sincera de uma enrolação. Então, pense em abordar tópicos como:

  • “Tenho dificuldade para falar em público, mas estudo sobre esse assunto e, sempre que tenho a chance, pratico para melhorar”;

  • “Posso demorar para realizar uma tarefa, mas sempre procuro cumpri-la da melhor forma possível”;

  • “Sou muito agitado, mas consigo manter o foco quando é preciso”;

  • “Tenho problemas para administrar meu tempo, mas estou usando um aplicativo que tem me ajudado bastante com a minha organização”.

Ao saber falar dos seus defeitos e ratificar que procura por melhorias, você demonstra que sabe fazer uma autoavaliação, que está em progresso e que é uma pessoa comprometida com o seu desenvolvimento pessoal e profissional.

O que não se deve dizer

Um ponto fundamental, ao dar as respostas, é não tentar transformar qualidades em defeitos. Tente fugir dos clichês como “sou perfeccionista”, “sou ansioso”, “sou um viciado em trabalho” etc.

Evite também falar de defeitos que possam te colocar em uma posição de mau trabalhador. Por exemplo, dizer que é irresponsável, emocionalmente explosivo, pessimista, muito indeciso, entre outros, só fará com que os recrutadores te enxerguem como um futuro problema para a organização.

As empresas geralmente buscam pessoas que trabalhem bem em equipe, e os recrutadores procuram por essa qualidade desde a entrevista, especialmente as que são feitas em grupo. Portanto, dizer que não gosta de trabalhar dessa forma é um tiro no pé. 

Para saber o que se deve ou não dizer, é necessário conhecer a vaga e a empresa. Da mesma forma que você deve atrelar suas competências às exigências do cargo pretendido, é preciso não demonstrar defeitos que sejam incompatíveis com a função.

Um bom preparo pode determinar o seu sucesso em um processo seletivo. Com a concorrência ficando cada vez maior, é preciso se ater a detalhes para não deslizar em um momento tão importante como a conversa com um recrutador.

Conhecer a si mesmo ajuda na hora de dar boas respostas sobre defeitos e qualidades para entrevista de emprego. Assim, você consegue diminuir o nervosismo e revelar segurança ao entrevistador, quesitos essenciais para um bom profissional.

Este post foi útil para você? Sente-se mais preparado para enfrentar as famigeradas questões sobre qualidades e defeitos? Então, assine a nossa newsletter e receba em primeira mão os melhores conteúdos!

Deixar comentário