<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=680782996107910&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Como transformar e modernizar a sua cultura organizacional?

4 min de leitura

Publicado em 01/07/21

Podemos dizer que a cultura organizacional é um conjunto de princípios e valores que regem as atitudes e comportamentos dentro de uma empresa. Ela está presente nas ações e decisões de todas as pessoas da organização, líderes e trabalhadores, e é um fator fundamental estratégico e competitivo.

O problema está quando a cultura não mais reflete o que se espera da organização, em termos de mercado, talentos e sociedade, e está na hora de mudá-la. Transformar e modernizar a cultura organizacional é um desafio complexo, visto que, assim como pessoas, as organizações não mudam da noite para o dia.

Neste artigo mostramos quais diretrizes você deve seguir para analisar a situação atual, entender os problemas e seguir com uma transformação eficaz.

Por que modernizar a cultura organizacional?

Transformar a cultura organizacional é crucial quando se precisa de uma mudança de processos e/ou mentalidade na empresa. Abaixo listamos alguns exemplos dos motivos que podem levar você a tomar essa decisão:

A digitização – com a rápida evolução da digitização que vem acontecendo nos últimos anos, é necessário que as empresas estejam prontas para adotar novas tecnologias rapidamente. Uma empresa que não tem essa mentalidade, pode ficar para trás.

Resultados abaixo do esperado – muitas vezes, quando os resultados da empresa não estão dentro do esperado, pode ser necessário fazer uma mudança de visão e comportamento, o que claramente passa pela cultura organizacional.

Novas metodologias de trabalho – para implementar novas metodologias de trabalho, como o ágil, por exemplo, é preciso que todos na empresa estejam dispostos e comprometidos com a mudança.

Mais diversidade – Para algumas organizações, tornar sua equipe mais diversa é um desafio que passa pela sua cultura. É preciso, nestes casos, tomar medidas para preparar a empresa para tornar-se mais diversa e inclusiva.

“Mas nós sempre fizemos assim”

Quem busca transformar a cultura organizacional de uma empresa, muito provavelmente irá ouvir a frase acima ao menos uma vez. As pessoas podem ser resistentes a mudanças, principalmente quando elas não enxergam os benefícios de trocar um determinado comportamento.

Você deve se preparar para enfrentar alguma resistência, seja no momento da concepção das mudanças ou na sua implementação.

Para isso, é preciso ter argumentos que esclareçam que a mudança é necessária e trará benefícios a todos.

Como mudar: Conheça a cultura atual

É preciso tomar consciência de quais são os valores compartilhados pelas pessoas, quais atitudes são mais corriqueiras e como as pessoas se comunicam. Você pode também fazer uma pesquisa para entender como a organização e a liderança estão sendo percebidas. Pergunte aos seus colaboradores quis são os pontos fortes e fracos em relação ao convívio, às regras e às formas pelas quais as atividades são realizadas no ambiente de trabalho.

Isso fará com que você tenha uma visão macro da percepção dos trabalhadores em relação à empresa e compreenda melhor como funciona o organismo da companhia. Afinal, o primeiro passo para mudar a cultura organizacional é entendê-la.

O que mudar na cultura organizacional?

Com estas informações em mãos você pode realizar um diagnóstico e separar as características em três grupos:

Aspectos positivos que devem ser mantidos

Aqui ficarão os aspectos da cultura da sua empresa que você gostaria de preservar, ou seja, os valores da empresa que estão de acordo com a mudança que você está propondo. Por exemplo, se na sua empresa as pessoas têm uma mentalidade de trabalho coletivo e isso é algo que você quer manter.

Aspectos negativos ou que precisam ser deixados de lado

Aqui estarão aquelas atitudes que você acredita que não devem mais fazer parte da cultura organizacional. Por exemplo, se na sua empresa a comunicação sobre os resultados da empresa fica apenas com a diretoria, e você acredita que estas informações devem ser compartilhadas com todos.

Aspectos novos que devem ser inseridos

Aqui está a chave para a mudança. São os aspectos que você acredita serem necessários para melhorar o desempenho da organização. Por exemplo, se você quer uma equipe mais diversa, precisa tornar a inclusão parte da cultura.

Alinhamento com as lideranças

Para começar a implementar estas mudanças, é importante que as lideranças da empresa estejam todas alinhadas e dispostas a fazer parte desta transformação. Você pode criar junto com outros líderes um comitê para a mudança da cultura organizacional se achar necessário.

O mais importante é que estas pessoas chave estejam prontas para liderar pelo exemplo.

Desenhe a nova cultura organizacional

Este é o momento em que é possível tornar a ideia da mudança algo mais tácito. Projete a cultura organizacional e todas as características dela, suas ramificações e como e quando elas poderão ser adotadas e reforçadas.

Você pode começar revisando a visão, missão e valores da organização e traçando depois as normas e comportamentos, valores pessoais e de atitudes e os valores culturais e suposições que devem estar presentes no dia a dia da companhia.

Com base nisso, crie um documento da “Nova Cultura Organizacional” que deve estar disponível para todos os colaboradores.

Compartilhe a nova visão com todos

A comunicação transparente é parte fundamental da mudança na cultura organizacional. Utilize os canais disponíveis para anunciar as mudanças (se necessário crie canais mais atraentes) e converse com os líderes constantemente para que mantenham este assunto em sua pauta com os liderados.

A transformação cultural não é algo que acontece da noite para o dia e precisa ser reforçada no dia a dia até que se torne natural. E este é um processo longo que exige muito dos participantes, mas cujo resultado é gratificante e crítico para o crescimento do negócio.

Avalie as mudanças

Por fim, é preciso acompanhar as mudanças na cultura organizacional. Como falamos lá no começo deste artigo, as pessoas nem sempre estão dispostas a mudar. Por isso, durante todo o processo de transformação é preciso monitorar os resultados da implementação, identificando o que está funcionando e o que não está.

Revise os processos e a estrutura atual e vá fazendo as mudanças gradativamente, até chegar no ponto que você deseja.

A mudança não será fácil, podendo ser um processo longo e desafiador, porém, ao final, trará com certeza muitos benefícios para a organização por completo.

Gostou deste artigo? Leia conteúdos relacionados:

COMO FAZER UM MAPEAMENTO DE COMPETÊNCIAS 

PEOPLE ANALYTICS: CONHEÇA O RH VOLTADO A DADOS 

COMO CRIAR UMA CANDIDATE PERSONA VAI AGILIZAR O SEU R&S 

TENDÊNCIAS DE GESTÃO DE PESSOAS PARA 2021 QUE JÁ ANTECIPAMOS

Deixar comentário