<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=680782996107910&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

6 práticas fundamentais para fortalecer sua marca empregadora

7 min de leitura

Publicado em 01/08/22

Atualizado em Agosto 1, 2022

De acordo com levantamento feito pelo LinkedIn, cerca de 75% dos profissionais avaliam a presença on-line da empresa antes de se candidatar a uma vaga. Tal dado mostra o quão importante é construir uma marca empregadora forte para atrair talentos e difundir uma boa imagem organizacional entre suas Pessoas, a fim de retê-las. 

Para isso, as companhias precisam atentar a aspectos importantes para os colaboradores no ambiente corporativo. Estamos falando de tendências que estão remodelando o mundo do trabalho e vieram para ficar, como flexibilidade, propósito, saúde mental, compromisso social e ambiental. 

Neste artigo, apresentamos 6 práticas que vão fortalecer seu employer branding e apoiar sua organização nas estratégias para criar um ambiente atrativo e melhor para se trabalhar, com os talentos certos. Acompanhe! 

Marca empregadora: definição e importância de construir a sua 

Usamos o termo marca empregadora ou employer branding para nos referirmos à reputação de uma empresa enquanto lugar para trabalhar. 

Para o RH, trata-se de um assunto bastante estratégico. Afinal, o fato de uma organização ser vista, pelos colaboradores, como uma boa marca empregadora contribui significativamente para a retenção e o engajamento de talentos. 

Ao mesmo tempo, a estratégia de employer branding representa uma vantagem competitiva para as companhias, já que as coloca à frente na busca por atrair os melhores talentos do mercado. 

Ou seja, estamos falando de uma prática que só traz ganhos para as empresas, tendo em vista que as Pessoas e as habilidades que elas possuem são a chave para impulsionar resultados e garantir a sustentabilidade dos negócios. 

Fortalecendo seu employer branding em 6 passos 

Se você quer gerar uma percepção positiva sobre sua empresa entre os colaboradores e no mercado como um todo, precisa adotar estratégias que vão contribuir para o alcance desse objetivo. 

A seguir, elencamos práticas essenciais para apoiar você nessa frente. Confira! 

1. Tenha um EVP atraente 

Sem dúvida, o Employee Value Proposition (EVP) ajuda a reforçar os atributos positivos da organização enquanto marca empregadora. Para além de remuneração e benefícios, o EVP abrange aspectos como bem-estar, desenvolvimento de carreira, cultura organizacional e alinhamento de valores, entre outros. Não à toa, apostar nessa estratégia é também primordial para atrair e reter talentos. 

2. Promova um clima organizacional agradável 

Em tempos de Burnout, muitos profissionais têm priorizado empresas que zelam pela saúde mental e pelo bem-estar de suas equipes. Isso passa, inevitavelmente, pela construção de um clima organizacional mais agradável. 

O investimento em um ambiente de trabalho acolhedor, que leve em consideração as necessidades e preocupações dos funcionários, é um dos pontos-chave para que as empresas sejam vistas como “um bom lugar para trabalhar”. Portanto, é importante adotar práticas que colaboram para esse fim. 

3. Aposte em uma cultura organizacional forte 

É preciso ter muito bem fundamentado o conjunto de princípios, crenças e valores que regem as atitudes e os comportamentos dentro de uma empresa. 

Só assim você atrairá talentos que dialogam com o que a sua organização acredita. E isso é determinante para que eles se sintam realizados no trabalho. 

Uma vez definida, a cultura organizacional deve estar refletida em todas as atividades da companhia, incluindo a divulgação de vagas, por exemplo. 

4. Incentive a transparência na comunicação  

Todo colaborador precisa se sentir seguro e amparado pela organização. Para que isso aconteça, é fundamental uma comunicação clara e transparente. Um dos primeiros passos é garantir que informações e atualizações cheguem às suas Pessoas por meio dos canais corporativos. 

Da mesma maneira, ouvir o que os profissionais têm a dizer é importante para estimular um ambiente organizacional aberto e colaborativo ou, até mesmo, corrigir rotas, se necessário. Uma forma de promover essa mentalidade é fomentar a cultura do feedback, além de assegurar que líderes e liderados tenham conversas de carreira com regularidade. 

5. Use o marketing digital como aliado 

Uma boa estratégia de employer branding leva em consideração, além dos colaboradores, o público externo. Sendo assim, utilizar o marketing digital para falar da sua marca e das ações que ela realiza ou apoia é uma excelente maneira de atrair talentos e potenciais parceiros. 

A ideia é trabalhar em conjunto com a equipe de marketing, propondo e participando de projetos com o objetivo de comunicar os valores e o propósito da sua empresa nos canais abertos ao público, como site, blog e mídias sociais. Mostrar o dia a dia de quem trabalha na organização e compartilhar ações de endomarketing, por exemplo, são práticas que costumam ter bastante alcance e gerar engajamento.   

6. Coloque os colaboradores no centro das decisões 

Preocupar-se com a jornada dos colaboradores, levando a experiência deles em conta em cada decisão, é outra prática eficaz para construir uma marca empregadora forte. Isso vale, especialmente, para empresas que desejam reter e engajar talentos em um cenário de escassez em alta. 

Aliás, estamos falando de uma prática relacionada a um mindset em voga no ambiente de negócios, o People First (‘pessoas primeiro’). Empresas que colocam as Pessoas em primeiro lugar primam por uma gestão humanizada, recompensam bons resultados, oferecem oportunidades de desenvolvimento contínuo — e recebem de volta resultados de alta performance, destacando-se em seu mercado de atuação. 

Em tempos de escassez de habilidades e mudanças vertiginosas no mundo do trabalho, construir uma marca empregadora forte representa uma estratégia relevante para atrair, reter e engajar talentos. Portanto, cabe ao RH investir em práticas que fortaleçam o employer branding e, consequentemente, contribuam para impulsionar os resultados organizacionais. 

Colaboradores em fase de desligamento também podem ajudar a potencializar sua marca empregadora, se o processo for conduzido de forma adequada. Quer saber como? Confira, agora mesmo, como o outplacement afeta positivamente o employer branding da sua empresa.

Deixar comentário