<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=680782996107910&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Como você conta a história da sua trajetória profissional?

5 min de leitura

Publicado em 28/05/19


Aproveite para descansar os olhos e ouça esse conteúdo! Clique no play acima!

Quando você se candidata para uma determinada vaga, a chance de existirem concorrentes com competências muito parecidas com as suas é grande. Por isso, quando falamos de diferenciais, a maneira como você apresenta a sua trilha profissional em uma entrevista pode fazer toda a diferença na hora de conseguir o emprego. Muito além de um resumo objetivo da sua experiência, a trajetória profissional é a história complementar a essas realizações. Os desafios particulares que você precisou superar, como aquela dose de esforço extra para equilibrar um trabalho em tempo integral, a família e a pós-graduação, do que você abriu mão para alcançar cada conquista, a coragem que existe entre uma mudança e outra. Este tipo de coisa que mostra as suas qualidades aplicadas em atitudes. Uma forma mais ampla de olhar para os seus passos, organizar os fatos sob um outro ângulo, e trazer um apelo mais forte e interessante.

Nesse post, vamos trazer algumas dicas para você aprender a narrar os fatos e escolhas da sua carreira de forma impactante, para convencer os entrevistadores que você é o candidato que eles procuram.

É possível mostrar a trajetória profissional já no currículo?

Como sempre falamos aqui no blog, o currículo é o momento de ser objetivo nas informações. Porém, é, sim, possível começar a mostrar um pouco da sua trajetória profissional ali.  

Para isso, você precisa usar algumas táticas. Ao colocar sua experiência no currículo, não deixe apenas o nome da empresa e o cargo que você ocupava. Você pode dar mais informações sobre as suas atribuições naquela função e quais foram as suas realizações. É essencial para que o recrutador comece a se interessar pela sua trajetória profissional que seu currículo o instigue a conhecer as metas alcançadas nos seus trabalhos anteriores. Se possível, coloque alguns dados que comprovem o que você conquistou. Como a conclusão de uma boa história, resultados reais saltam aos olhos dos profissionais de recrutamento.

Resumo profissional

Uma das melhores maneiras de despertar o interesse dos recrutadores  é usando um bom resumo profissional. É aquele campo do currículo onde você conta, em um texto corrido de poucas palavras,  sobre sua trajetória profissional. Por isso, é ideal falar de realizações e projetos que chamem a atenção e sintetizem a sua história. Se você tem dúvidas de como fazer o seu, no nosso canal do YouTube temos um vídeo falando sobre como montar um bom resumo para seu currículo:

 

Como falar da sua trajetória profissional na entrevista

É muito diferente colocar a sua trajetória profissional no currículo e falar dela durante uma conversa com o recrutador. Primeiramente, como vimos acima, no currículo você precisa ser mais atento aos pontos principais da sua carreira. Agora, ao conversar com o entrevistador, você pode destacar mais detalhes. A primeira dica é planejamento: pense na história que você quer contar, analise a posição para a qual está concorrendo e tente lembrar de situações que possam servir como exemplos de que você está preparado para assumir esse novo desafio.

Atenção: ao contar sua trajetória profissional, não se estenda demais ou impeça que o entrevistador interaja com você. Se a conversa se tornar um monólogo, você não saberá quais pontos realmente interessam ao entrevistador.

E se você trabalhou em áreas distintas da qual você está se candidatando agora, não significa que sua experiência prévia não seja importante.

Experiências em outras áreas

Você pode – e deve – mostrar como funções em outras áreas ajudaram a te desenvolver pessoalmente e profissionalmente. Uma situação em que isso se aplica é uma vaga na área de atendimento, por exemplo. Você terá que lidar com os clientes diretamente. Então, pode contar uma experiência parecida que teve, mesmo que não fosse na mesma função. Ou, digamos que essa vaga à qual está se aplicando é uma oportunidade em uma empresa do ramo têxtil. Se você já trabalhou em uma companhia do setor, mas em outra função, essa sua experiência pode ser um diferencial. Outro exemplo: se você está se candidatando a uma vaga que irá exercer uma posição de liderança, mas nunca teve essa função na sua carreira. Você pode lembrar de momentos nos quais teve que tomar a frente de grupos durante os estudos ou em trabalhos voluntários e atividades além da sua carreira.

Desenvolvimento e aprendizado

Essa é a hora de fazer a sua trajetória profissional brilhar. Isso quer dizer que, quando falar do seu desenvolvimento profissional, você pode ligar os pontos e mostrar a visão de sua carreira que apenas você pode ter. É bom ressaltar momentos e situações em que você teve um aprendizado específico que te ajudou a evoluir. Os recrutadores valorizam muito pessoas que estão dispostas a aprender a aprender. Ou seja, que têm vontade de conhecer coisas novas e facilidade em absorvê-las. Por isso, contar do aprendizado é tão importante. Lembre também de desafios que enfrentou, em grupo ou sozinho, em empregos anteriores e como conseguiu solucioná-los.

Mas não é apenas isso. A oportunidade de conversar com o entrevistador permite compartilhar o que está por trás das informações no seu CV. Sobre uma mudança de área, por exemplo. Frente a frente, você tem a chance de dividir que “decidiu mudar o ramo de atuação para ir atrás de um sonho, mesmo que para ganhar menos”. Ou seja, as informações extras que mostram as suas qualidades. Essa é a arte de contar uma história: trazer todos os fatos e fazer com que eles tenham um significado maior para quem está ouvindo, transformando acontecimentos separados em uma única estrada de coragem e determinação que vai impressionar o seu ouvinte.

Personal branding

Agora que já falamos sobre como cativar com a sua trajetória profissional antes e durante a entrevista, que tal conhecer uma forma de sustentar tudo isso de forma permanente?

Você já conhece o termo personal branding? Essa é uma maneira de fazer a gestão de sua imagem como se fosse uma marca, uma empresa. Desse modo, querendo ou não, todos nós temos uma marca pessoal.

Independentemente da área na qual você trabalha, é importante se mostrar como você deseja ser visto. Assim, isso pode ser feito de diversas maneiras. Decerto, uma delas é usar a sua presença digital para expressar o seu perfil profissional. Escrever um artigo sobre a sua área de conhecimento e publicá-lo já é uma parte importante nessa construção. Comentar nas redes sobre sua experiências e situações da carreira também ajuda a criar seu personal branding. Lembrando também que conexões nunca são demais.

Quer saber mais sobre personal branding? Leia nosso artigo aqui.

E agora, você está pronto para contar a sua verdadeira trajetória profissional? Então, seguindo as dicas acima, você conseguirá mostrar muito mais do que há em você nas próximas chances que tiver.  

Quer acelerar a chegada dessas novas oportunidades? Cadastre-se no banco de talentos do ManpowerGroup agora mesmo e seja encontrado por algumas das maiores empresas do Brasil.

Até a próxima!

Deixar comentário