<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=680782996107910&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Hard e soft skills: suas diferenças e como desenvolvê-las na carreira

5 min de leitura

Publicado em 16/09/18

Aproveite para ouvir este conteúdo!

Destacar-se em uma entrevista de emprego em meio a tantos candidatos é difícil. Principalmente pelo fato de as exigências pelas empresas com relação a qualificações, experiências e habilidades estarem cada vez maiores. Por isso, ter hard e soft skills bem desenvolvidas é essencial para conquistar a tão sonhada vaga.

Essas skills qualificam um profissional e, quando bem empregadas, podem agilizar e aumentar consideravelmente as suas chances em uma concorrência, por compreenderem um conjunto de competências buscadas por qualquer instituição.

Pensando nisso, elaboramos este post para explicar melhor sobre as hard e soft skills e por que elas são importantes. Confira!

O que é a hard skill?

As hard skills aparecem constantemente em anúncios de emprego para detalhar as habilidades que a vaga exige para que o profissional consiga desempenhar a função. O candidato tem essas capacitações ou não. É uma análise objetiva e que pode ser realizada facilmente pelos recrutadores.

São habilidades profissionais estimáveis, ou seja, podem ser medidas de alguma forma. Alguns tipos de hard skills são:

  • cursos técnicos;

  • graduações;

  • mestrado ou doutorado;

  • especializações;

  • domínio em língua estrangeira;

  • operações em máquinas;

  • proficiência em pacote Office, entre outros.

Em geral, essas competências devem estar elencadas no currículo que será encaminhado na primeira etapa do processo seletivo.

As hard skills mais desejadas pelas empresas dependerão do cargo e da função a ser desenvolvida pelo empregado.

Como desenvolver as hard skills?

Quanto a esse tipo de habilidade, é preciso investir frequentemente em treinamentos, buscar fontes de conhecimento e, assim, ter o máximo de competências técnicas. Tudo isso se transformará em uma bagagem profissional competitiva, fazendo com que você se torne um forte candidato e um destaque no meio dos demais profissionais: Algumas alternativas são:

  • aprender novos idiomas;

  • realizar cursos de formação;

  • participar de eventos da área;

  • buscar por especializações;

  • dominar softwares da área de atuação;

  • estar sempre atualizado em relação ao mercado etc.

Para trabalhar as suas hard skills, você dependerá somente de dedicação, esforço e força de vontade para buscar essas atribuições.

Lembre-se de que um currículo é a primeira imagem que o recrutador terá de você, então, quanto mais atrativo, melhores são as suas chances.

O que significa soft skill?

As soft skills são as habilidades sociais e comportamentais do candidato. Estão ligadas às suas competências emocionais e aptidões para comunicação e interação dentro do trabalho, simplificando a integração do profissional com a equipe, pois esse conjunto de qualidades auxilia para que ele saiba a maneira ideal de construir relacionamentos sólidos.

Elas são fundamentais para ajudar na adaptação às circunstâncias e no desenvolvimento de soluções eficazes para as situações adversas.

Quando você tem soft skills bem desenvolvidas, tem vantagens estratégicas importantes para o mercado de trabalho. Essas habilidades, na maioria das vezes, são naturais, por exemplo, ter criatividade, flexibilidade e uma boa oratória.

Contudo, elas também podem ser treinadas, praticadas e aprimoradas ao longo da sua vida e jornada em busca pelo autoconhecimento, por meio de reflexões e experiências que mostrem como ser melhor e saber conviver no mundo.

Quais são as soft skills importantes para os profissionais?

Quando você procura por uma oportunidade de trabalho, as exigências por hard skills já são exibidas na descrição da vaga, ou seja, são os pré-requisitos. Já as soft skills vão sendo reconhecidas no decorrer do processo seletivo.

Veja, a seguir, algumas das soft skills mais importantes para tornar o candidato mais forte.

Comunicação

Aprenda os termos mais comuns na área de atuação e avalie como as pessoas se expressam em cada situação. Independentemente do seu cargo, saber se comunicar e repassar bem as suas ideias é primordial.

Entretanto, é importante salientar que a comunicação tem dois lados e só funciona bem se todas as partes souberem tanto expressar quanto ouvir.

Se for uma empresa grande, como uma multinacional, saber falar em outro idioma é praticamente imprescindível. Por isso, é importante pensar nessa qualificação para a sua carreira.

Liderança

Trata-se da capacidade de tomar decisões e gerenciar pessoas de maneira humanitária, ou seja, analisando todos os lados e todos os envolvidos. Liderar quer dizer delegar tarefas conforme as aptidões de cada membro, administrar bem o tempo, controlar as pressões do dia a dia, entre outros aspectos.

Por esse motivo, além de conhecer a si mesmo, é preciso identificar as habilidades de cada um da equipe.

Flexibilidade

O mundo vive em transformações contínuas, por isso, o profissional que quer sobreviver deve se adaptar a novas práticas, processos e ideias.

Porém, antes de tudo, é preciso manter o foco em seus objetivos e ser estável quanto à forma que realiza o seu trabalho. Caso isso não aconteça, ele pode se tornar confuso e você corre o risco de se perder em meio a tantas mudanças e informações e nem sequer finalizá-lo.

Trabalho em equipe

A maneira como você interage com os membros, de qualquer nível hierárquico, mostra o que você pode conceder de valor para a empresa no geral, e não somente para a sua área ou equipe.

Se você souber se comunicar de forma a engajar pessoas, é um ponto a mais. Isso quer dizer que você tem a capacidade de liderar, que é uma soft skill muito buscada no universo profissional.

Criatividade

Ser criativo e moderno é um diferencial buscado por praticamente todas as empresas. Isso ajuda a reduzir custos ou aperfeiçoar os produtos ou serviços oferecidos. Ou seja, essa soft skill pode ser um fator determinante para que você se torne diferenciado.

Solução de problemas

Identificar problemas, falhas e procurar por soluções de forma proativa é uma soft skill muito bem-vista. Se você conseguir ter um pensamento crítico ao lidar com um problema e buscar resolvê-lo de maneira a não atrapalhar a sua produtividade ou a do time, esse é um grande benefício.

Conseguiu entender a importância das hard e soft skills? Todo emprego exige a interação com outras pessoas e técnicas fundamentais para cada tipo de segmento. Por isso, quando as habilidades são bem desenvolvidas, suas chances de conquistar a vaga aumentam.

Gostou deste texto? Então, siga nossas redes sociais e fique por dentro de todas as nossas atualizações e compartilhamentos. Estamos no Facebook, no LinkedIn e no Twitter!

Deixar comentário