<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=680782996107910&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Como se tornar um líder inovador?

8 min de leitura

Publicado em 01/09/21

Em um mundo cada vez mais tecnológico e complexo, é impossível falar sobre o futuro do trabalho sem mencionar a inovação ou compreender que a liderança é uma peça fundamental para que ela aconteça. Justamente por isso, o conceito de líder inovador vem sendo cada vez mais discutido. 

O motivo por trás dessa premissa é simples: na medida em que a cultura de inovação passa a ser cada vez mais exigida pelas empresas, é natural que elas busquem por profissionais capazes de pensar fora da caixa e, principalmente, de engajar outros colaboradores a fazerem o mesmo.  

Diante desta nova realidade, o post de hoje vem para explicar um pouco mais sobre a liderança inovadora, abordando desde as habilidades que são esperadas de um líder capaz de ir além, até as ferramentas que podem ser utilizadas para auxiliá-lo a chegar neste patamar de inovação. Vamos começar? 

Primeiramente, o que é inovação? 

Para entendermos bem o conceito de líder inovador, que tal usarmos como ponto de partida o significado de inovação?  

Apesar de ser muito associada à tecnologia ou à disrupção digital, a inovação tem um sentido ainda mais amplo. Em suma, ela pode ser definida como a capacidade de criar algo novo – seja um produto, serviço ou processo – que seja útil ou, então, desenvolver uma forma nova e mais eficiente de fazer algo que já existe.  

Por isso, podemos dizer que a inovação está muito atrelada à coragem e à criatividade. Quando esse conceito é aplicado ao mundo corporativo, ele é capaz de aumentar as chances de sucesso que as empresas tanto buscam.  

Dito isso, como definir o líder inovador? 

Agora que já chegamos a um consenso comum sobre o que é inovação, você verá que ficará mais fácil compreender o que é um líder inovador. 

Veja só: muito além de comandar uma equipe, o líder inovador é aquele profissional capaz de fugir do óbvio e incorporar novos modelos de gestão, a fim de se adequar às exigências do mercado ao mesmo tempo em que engaja os seus liderados a fazerem o mesmo e a agirem de forma mais criativa. 

Na liderança inovadora, a busca pelo aprimoramento dos processos e das pessoas, bem como a melhora dos resultados, é uma constante. Por isso, podemos até mesmo dizer que o líder inovador é uma espécie de visionário. 

Para deixar mais claro, conheça algumas das características que fazem parte deste perfil: 

  • Paixão por desafios: boa parte dos líderes inovadores é movida a desafios. Afinal, muitas das ideias inovadoras precisam do estímulo certo para saírem do papel. Por isso, as experiências desafiadoras são parte fundamental para que líderes de perfil inovador continuem motivados em suas funções.  
  • Atenção ao capital humano: conhecer as qualidades e limitações dos liderados é essencial para extrair o melhor de cada um e, assim, alcançar bons resultados em equipe. Um líder inovador não apenas entende isso, como também está sempre aberto a ouvir e fomentar um ambiente de trabalho que seja propício à inovação. 
  • Visão estratégica: essa é uma habilidade primordial para transformar ideias em algo concreto. O líder inovador deve ser capaz de visualizar, estrategicamente, o que é necessário para colocar um novo projeto em prática.  
  • Olhar diferenciado: além da visão estratégica, um líder inovador também consegue pensar fora da caixa e, assim, propor soluções diferenciadas, que vão além do senso comum. Normalmente, essa característica torna os profissionais mais abertos a experimentar e, também, a aprender com os erros. 
  • Capacidade de engajar: um bom líder deve ser capaz de inspirar e engajar seus liderados. Quando falamos em inovação, essa é uma premissa importante para que os colaboradores também se sintam motivados a pensarem de forma mais criativa e a caminharem juntos, em prol de um mesmo objetivo.  
  • Busca pelo aprendizado constante: por último, o líder inovador está sempre aberto a adquirir novos conhecimentos e habilidades. Essa busca passa, inclusive, pelo autoconhecimento, pois é conhecendo os próprios pontos fracos e fortes que este profissional saberá o que precisa aperfeiçoar. 

Vale lembrar que, além das características listadas acima, existem muitas outras competências que são essenciais para o profissional do futuro.  

A resiliência é uma delas e nós já falamos sobre ela aqui no Blog. Se você quer saber mais sobre o assunto, confira o post: “Resiliência no trabalho: como te ajuda e como desenvolvê-la”.   

Tornando-se um líder inovador 

Até aqui, você pôde entender o que está por trás da liderança inovadora e esse é justamente o primeiro passo para quem deseja se tornar um líder mais aberto à inovação. 

Como dissemos anteriormente, um líder inovador precisa conhecer bem os seus liderados e a si mesmo. Afinal, esse conhecimento sobre todas as peças que compõem um time permitirá que o gestor extraia o melhor de cada um e, assim, sempre busque o aprimoramento das pessoas e processos.  

Que tal, então, começar por aí? 

O fato é que, no mundo moderno, a liderança e a inovação precisarão andar cada vez mais juntas. Mas já que nenhum líder nasce pronto, a busca pelo aprendizado constante será essencial neste processo.  

Atualmente, a coaching para líderes e os programas de desenvolvimento das lideranças têm se mostrado grandes aliados dos profissionais que querem se aprimorar, ajudando-os a construírem uma base sólida de habilidades, competências, comportamentos e confiança. 

Apostar em uma dessas opções pode ser um divisor de águas para os líderes que querem estar bem-preparados para os desafios atuais e do futuro. 

Considerações finais 

A essa altura você deve ter compreendido por que é tão importante que a liderança e a inovação caminhem lado a lado, certo? 

Enquanto muitas empresas ainda seguem por caminhos mais tradicionais, as empresas que contam com líderes inovadores, que sempre buscam o novo e são capazes de engajar seus funcionários, saem na frente para alcançarem novos patamares de sucesso. 

Neste contexto, os líderes inovadores possuem duas missões principais: ajudar a criar um ambiente propício à inovação e, ainda, contribuir com a construção das competências necessárias para que isso de fato se estabeleça. 

Gostou deste artigo? Então clique aqui e continue acompanhando os conteúdos do ManpowerGroup. 

Deixar comentário