<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=680782996107910&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Objetivo profissional no currículo: o que colocar e a sua importância

9 min de leitura

Publicado em 09/01/18

Aproveite para ouvir este conteúdo!

Na hora de montar um currículo, muitos profissionais ficam em dúvida sobre o que colocar em objetivo profissional, a formatação ideal do documento e o tamanho indicado. Entretanto, uma das principais dúvidas gira em torno da necessidade ou não de acrescentar um objetivo profissional no currículo e, se sim, qual a melhor forma de descrever suas intenções.

Quer ficar por dentro do assunto e ter a resposta para questionamentos desse tipo? Então, continue lendo o post de hoje!

Objetivo profissional no currículo: colocar ou não

O currículo é a primeira forma de contato entre o candidato e a empresa que está recrutando. Por isso, ele deve resumir a sua trajetória profissional. Praticamente todo o seu currículo é composto de informações do seu histórico, como empresas que já passou, especializações e graduações que já concluiu, além de dados atuais do seu momento profissional, como cargo e cursos em andamento.

Mas, nesse documento, também é importante incluir informações sobre as suas pretensões e foco para o futuro. E é exatamente nesse sentido que colocar o objetivo profissional se torna essencial. Com seu histórico e sua visão de futuro em mãos, o recrutador consegue identificar rapidamente se você se encaixa na vaga que está sendo oferecida.

Outra questão importante sobre o objetivo é como ele é visto com bons olhos pelos recrutadores. Quem está participando de um processo seletivo, normalmente ganha mais pontos e passa mais credibilidade ao mostrar que sabe o que quer e o que está fazendo para chegar lá.

Se você está se aplicando para uma vaga em uma área nova em que ainda não possui experiência profissional ou está procurando pelo seu primeiro emprego, preencher o objetivo profissional no currículo se torna ainda mais importante. Aproveite esse espaço para falar brevemente sobre a área na qual você deseja atuar, o que motivou a escolher essa carreira e exatamente com o que você tem a intenção de trabalhar nesse novo segmento.

Porém, para conseguir fazer isso de maneira assertiva será necessário que reflita sobre sua área de atuação e as possibilidades reais que a empresa para a qual está se candidatando oferece para seus passos futuros. De nada adianta ambicionar algo que não está ao seu alcance no curto ou médio prazo e colocar isso em um currículo que não causará a melhor impressão no recrutador.

Neste artigo, você vai entender também a importância de desenvolver um plano de carreira a fim de pensar o seu objetivo profissional com mais clareza e estar bem preparado não só na apresentação de um currículo mas também no momento em que participar de uma entrevista ou processo seletivo, por exemplo.

Continue lendo e compreenda melhor todas estas questões com as informações seguintes.

Como escrever um objetivo profissional

Agora que você já sabe a importância de incluir o objetivo profissional no currículo, vamos para a parte prática: como é a melhor forma de descrever o que você deseja para sua carreira? Cada profissional tem um foco diferente e sua própria forma de expor suas ideias. Não há uma fórmula ideal para construir o objetivo, mas existem algumas práticas indicadas para não errar hora de redigir o texto.

O que fazer para escrever um bom objetivo 

Defina seu objetivo profissional antes de escrever 

O primeiro passo para redigir um bom objetivo é ter definido exatamente qual é o próximo passo que você quer dar profissionalmente. Com essa decisão em mente, ficará mais fácil traduzi-la em palavras e colocar o objetivo no papel. Se você não sabe por onde começar a definir seu objetivo, pense nas motivações que estão fazendo você buscar uma nova oportunidade (exemplo: trabalhar em outra área ou crescer profissionalmente).

Seja sucinto

Um bom objetivo não deve ser muito longo e deve conter entre 1 a 3 linhas de texto. Se você escrever mais do que isso, você pode alongar muito o seu currículo (o indicado é ter no máximo 2 páginas) e não dar o necessário espaço para as outras informações importantes.

Faça o texto com precisão

Como você tem pouco espaço para descrever seu objetivo, o ideal é que você seja direto e específico ao falar sobre as suas pretensões. Deixe claro qual a área que você deseja atuar e o setor do qual você quer fazer parte.

Foque no futuro próximo

O ideal é inserir em seu currículo um objetivo profissional que possa ser alcançado em curto ou médio prazo. Se você começou a sua carreira profissional há pouco tempo e ainda está estagiando, por exemplo, falar sobre as suas aspirações por cargos de liderança não é o mais recomendado. Nesse caso, o correto seria falar sobre sua intenção de conseguir outro estágio ou uma oportunidade efetiva em alguma empresa.

Pense na vaga e na empresa

Se você está se candidatando para diversas vagas do seu interesse, você pode mudar o seu objetivo de acordo com cada posição específica. Mesmo se candidatando para vagas muito parecidas, em algumas situações vale a pena dar maior destaque para certas informações que façam sentido para aquela posição específica.

Crie diferentes objetivos

Se você tem mais de um objetivo profissional, o recomendado é que você crie diferentes versões do seu currículo e que cada um tenha um objetivo diferente. Só se certifique de qual versão você enviará para cada recrutador antes de se inscrever nos processos seletivos.

O que não fazer para escrever um bom objetivo

Não use frases clichês

“Estou procurando novos desafios” e “busco melhorar meus conhecimentos” são algumas das frases que comumente aparecem nos objetivos dos profissionais. Para chamar a atenção do recrutador, o ideal é fugir desse tipo de frase e escrever o que você quer com suas próprias palavras.

Não coloque vários objetivos

Colocar mais do que uma opção de cargo ou de setor que você quer atuar (mesmo que sejam parecidos) pode fazer parecer que você não sabe exatamente o que quer profissionalmente. Se você quiser se candidatar para vagas de diferentes tipos, é melhor criar mais de uma versão do seu currículo.

Não especifique o cargo

Por mais que você deva ser específico em seu objetivo, colocar exatamente o cargo que você quer atuar não é o mais indicado (exemplo: ser Analista Pleno de Vendas). Como cada empresa tem uma nomenclatura diferente para as áreas e os estágios em que o profissional se encontra, ser tão específico quanto ao cargo pode passar a ideia errada para o recrutador.

Não insira a pretensão salarial

Algumas empresas pedem para o profissional sinalizar em seu currículo a sua pretensão salarial para que os recrutadores saibam quanto cada candidato deseja ganhar por mês. Mas essa informação deve ser inserida de forma separada do objetivo, deixando esse espaço somente para as intenções de carreira do profissional.

Apesar de ser uma pequena parte no seu currículo, ter um objetivo profissional bem escrito e de acordo com o que você quer para a sua carreira pode chamar a atenção dos recrutadores e colocar você à frente de muitos candidatos.

O plano de carreira como diferencial para o objetivo profissional

Sejamos sinceros, você pode até conseguir uma ideia legal para escrever o objetivo em seu currículo e causar uma boa impressão no recrutador, mas será que o que escreveu é o que realmente busca em sua vida e no trabalho?

De pouco adianta conquistar um emprego novo se daqui a algum tempo você se sentir insatisfeito ou estagnado novamente. Traçar um plano de carreira faz com que o objetivo profissional se torne algo mais factível e menos interessado em apenas impressionar a empresa onde quer trabalhar.

Nesse sentido, consideramos bastante importante você adotar isso como uma filosofia de vida e de trabalho. Confira!

O que move você

Uma pergunta simples como essa pode revolucionar seus hábitos e sua maneira pensar. Fazendo essa transformação interior você ganha mais foco e energia para atingir seus objetivos profissionais.

Você já parou para pensar no que deixa você animado? Qual emprego daria mais energia para seguir em frente todos os dias, em vez de achar que está ali por obrigação? Não tenha medo de buscar aquilo que realmente quer, pois lembre-se que ninguém será capaz de fazer isso por você.

Trazendo esse sonho para a realidade, você pode se atentar às seguintes questões:

  • quais são meus pontos fortes e fracos?

  • na posição que estou hoje, o que mais me agrada e o que eu gostaria que fosse diferente?

  • qual a razão de eu buscar uma nova posição profissional? Existe um motivo maior ou é apenas financeiro?

Faça essas perguntas a si mesmo sem preconceito e responda livremente, a fim de ter uma noção real do que move você. Assim será capaz de ganhar motivação para arregaçar as mangas e mudar o cenário atual de sua vida profissional.

Sabe como fazer um plano

Qualquer planejamento, seja ele de carreira ou não, precisa ser colocado no papel e ter estipulados prazos e metas para torná-lo realizável. Quando isso não é feito, as coisas tendem para a procrastinação ou à perda de controle sobre a situação.

Por isso, não fique apenas no plano mental, imaginando como seria se você tivesse feito diferente ou como será quando tudo estiver da maneira como gostaria. Você só terá clareza de seu objetivo profissional se realmente souber como atingi-lo. Neste subtópico, vamos detalhar isso para você. Veja:

  • a meta final do seu plano de carreira é o seu objetivo profissional de curto ou médio prazo;

  • subdivida essa meta final em etapas menores com datas para acontecer e objetivos parciais que posteriormente o levarão aos fins determinados;

  • seja o mais claro e objetivo possível na descrição dos prazos e etapas a serem cumpridos, não dê espaço para a abstração e a evasão de ideias;

  • não se martirize caso precise realizar ajustes de percursos ao longo do processo. Todos que criam planos podem passar por isso.

Colocando isso no papel e fazendo o acompanhamento de como está caminhando nesse processo traçado por você mesmo, será possível saber se está indo na direção certa. A importância disso é que poderá fazer os ajustes necessários em tempo hábil para atingir o objetivo profissional que tanto almeja.

Se estiver pensando que toda essa organização o fará perder tempo, pense que, na verdade, você está investindo para o seu sucesso no trabalho, tendo clareza de pensamento antes de agir. Ao fim disso tudo, verá que otimizará recursos criando um plano de carreira bem definido.

Como isso impactará o seu currículo

Conforme dissemos rapidamente em outro tópico, a contribuição da criação de um plano de carreira vai muito além de simplesmente ser capaz de escrever de forma assertiva no currículo qual é o seu objetivo profissional.

Isso também deixará você mais preparado para enfrentar todos os passos necessários para a conquista de uma nova posição profissional. Pense, por exemplo, nas várias etapas que podem fazer parte de um processo seletivo:

  • entrevista, seja de forma presencial, por telefone ou em uma plataforma on-line;

  • dinâmicas de grupo;

  • prova escrita ou oral;

  • demais testes que podem compor um processo seletivo.

Tenha em mente que em todas elas você poderá se empoderar sabendo o que realmente quer e para onde está indo. Essa firmeza e clareza de objetivo são capazes de convencer até o recrutador mais incrédulo, e mesmo que você não consiga aquela vaga numa primeira tentativa, estará mais bem preparado para enfrentar outros processos seletivos e ter um currículo em mãos que, de fato, faça a diferença.

Pontos importantes para se atentar sobre o objetivo profissional

Aproveite todo o detalhamento apresentado neste artigo para realmente compreender a importância de ter um objetivo profissional claro e o que escrever a fim de transmitir os seus anseios da melhor maneira à empresa na qual quer trabalhar. Só dessa forma será possível dar passos certos em direção àquilo que realmente quer para si.

Muitas vezes, a estagnação profissional vem porque nós mesmos não estamos nos movendo de uma maneira eficaz para conquistar o que buscamos. Tome as rédeas da sua vida profissional para si e use isso para ir mais longe.

Tanto os aspectos técnicos de escrita do objetivo profissional quanto o caráter de autoconhecimento e organização que compõem um plano de carreira são importantes para fazer com que você seja capaz de aproveitar as dicas apresentadas aqui.

Aproveite todas elas para ser assertivo em sua busca por uma melhor colocação no trabalho e esteja atento àquilo que propôs para si próprio. Assim, você verá como as coisas começarão a mudar de figura ao ficarem mais a seu favor.

Agora que você já sabe como completar o seu currículo quando o assunto é o que eu coloco em objetivo profissional e a importância disso, aproveite também para nos seguir nas redes sociais e continuar por dentro do melhor conteúdo para seu crescimento profissional. Estamos no FacebookLinkedInTwitter e YouTube.

Deixar comentário