Mudar os rumos da vida profissional é uma revolução na vida de qualquer pessoa. Afinal, costuma-se investir muitos esforços na qualificação para bons empregos. Você ingressou em uma universidade, conquistou uma vaga na sua área de formação, fez cursos complementares, construiu uma rede de contatos sólida. E, de repente, se viu tentado a arriscar novos caminhos.

A boa notícia é que você pode, e deve, promover a mudança de carreira que considerar que fará sua vida mais feliz. Inclusive, usando como instrumentos sua experiência acumulada até o momento. Parece assustador, mas trocar de cargo, empresa e até de profissão traz benefícios que vão muito além do âmbito profissional. Desafios, afinal de contas, deixam a vida mais empolgante e nos tornam mais preparados para imprevistos. Leia mais no post que preparamos para hoje!

Organize-se para essa mudança de carreira

Se você está trabalhando e vai trocar de emprego, deve organizar-se previamente, considerando alterações na rotina, no caminho para o novo local de trabalho e a necessidade de cursos. Já se o seu caso envolve troca de profissão, considere que iniciar em uma nova carreira dificilmente trará os mesmos ganhos financeiros que o cargo antigo. Portanto, economize com certa antecedência, para poder assumir a nova posição sem se preocupar com o salário.

E, caso você não esteja trabalhando, organização também é fundamental. Liste os seus locais de interesses para trabalhar, busque os contatos de gestores, e também avalie o seu currículo. Você pode aproveitar o tempo livre para aperfeiçoar suas experiências, buscando trabalho voluntário ou cursos.

Faça uma boa autoavaliação

Não tenha medo de se autoanalisar. Você deve conhecer sua personalidade, suas capacidades, suas habilidades e suas aspirações para o futuro de maneira franca. Somente assim irá saber até onde pode mudar de fato o seu rumo profissional, entender o que pode e o que não pode fazer e definir o que precisa para colocar sua mudança em prática.

Expor as suas habilidades e seus predicados é fundamental em um processo seletivo. Por isso, tenha-as na ponta da língua quando for conversar com o recrutador. A sua confiança e autoconhecimento serão um diferencial entre os demais candidatos.

Além disso, este processo é crucial para que você possa definir novas metas. Sabendo até onde você pode chegar com os conhecimentos que acumula, e como precisa se aperfeiçoar para atingir os objetivos que almeja, você poderá enxergar as possibilidades mais concretamente.

Reavalie a sua vida profissional

O seu emprego traz satisfação e felicidade à sua vida? O seu salário é condizente às tarefas que você desempenha? O seu local de trabalho é organizado, eficiente, motivador? Depois de se autoconhecer, é hora de olhar para o seu emprego para saber como encaminhar a sua mudança.

Caso você esteja buscando recolocação, considere as suas últimas experiências. Afinal, serão elas que você apresentará nos processos de seleção.

Conseguindo responder as perguntas do início deste tópico, você terá uma visão mais concreta sobre como precisa ser a sua mudança de carreira. Se você está feliz no cargo, mas não aprova todas as condutas da atual empresa para a qual trabalha, saberá que deve buscar um novo local de trabalho. Porém, se você se sente feliz e realizado na companhia, mas acha que está desperdiçando seu potencial no atual cargo, o caminho será conversar com os superiores em busca de uma promoção, por exemplo.

Quer mudar radicalmente? Entenda como é esse processo

Agora, se o seu atual objetivo é trocar de profissão, o processo pode ser mais trabalhoso. Porém, não deixe que isso te desmotive a perseverar em busca do seu sonho.

Muitas vezes a escolha do curso universitário se dá muito cedo, quando a pessoa está saindo da escola e ainda não tem conhecimentos de vida o suficiente para decidir o que será melhor para ela. O resultado disso é que muitos profissionais se inserem em vagas para as quais estão perfeitamente aptos, mas que não são exatamente o que querem para o resto da vida.

Há também situações em que o trabalhador precisa aceitar uma proposta, por motivos de necessidade, que não seja exatamente aquilo com o que ele sonha. Todos devem trabalhar e qualquer experiência é válida, mas isso não deve significar o fim do sonho de seguir aquela profissão desejada.

Uma nova profissão requer formação complementar

Dependendo do trabalho almejado, você precisará fazer um curso profissionalizante, talvez até uma nova graduação. Por isso, planejar a mudança o mais cedo possível é fundamental para que a transição ocorra de uma forma mais natural.

Construir uma rede de contatos é importante

Circule nos ambientes onde encontrará pessoas ligadas à área em que quer ingressar. Vá a cursos e palestras temáticas, converse com os profissionais da área e tire todas as suas dúvidas. Tente conhecer ao máximo sobre o mercado. Assim, você construirá uma nova rede de contatos, que poderá acionar quando precisar de dicas.

Conte com o apoio de sua família

Para a família, essa mudança também pode trazer impactos. Afinal, você vai trocar de rotina. É importante que eles entendam a importância que mudar de profissão tem para você, e por consequência, para aqueles com quem você convive. E compreender que você vai passar por um período de estudos e de foco. Converse com eles sobre os benefícios que essa mudança trará. Com certeza eles vão lhe apoiar nessa etapa.

Não desista, não se envergonhe, não tenha medo

Você se acha velho para voltar à faculdade? Esqueça isso imediatamente. Muitos profissionais com décadas de carreira decidem começar do zero, em busca da profissão que sonhavam na juventude. Só você sabe qual é a idade ideal para começar seu processo de mudança. Não se acanhe por possíveis questionamentos de terceiros. Ir atrás do seu sonho é motivo de orgulho, independentemente da época em que isso ocorrer.

Tentou uma vez e não conseguiu? Não foi chamado nas primeiras entrevistas para a nova área? Não deixe que isso o desmotive. Você provavelmente já passou por processos seletivos quando ainda estava na profissão antiga, não? Use esta experiência para encarar as novas etapas com mais segurança e naturalidade.

Planejar sua mudança de carreira pode te deixar com frio na barriga, mas com certeza vai trazer muitas alegrias. Você já passou por isso? Conhece mais dicas para lidar com esse período? Ou simplesmente quer falar sobre suas aflições e dúvidas? Fale com a gente nos comentários! Vamos adorar prosseguir este assunto com você!