<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=680782996107910&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

ESG: como as empresas podem atuar para mudar o mundo?

10 min de leitura

Publicado em 15/09/21

Atualizado em Junho 22, 2022

Quem acompanha as tendências do mundo do trabalho certamente já ouviu falar sobre ESG – sigla em inglês para Environmental, Social and Governance. Isso porque, apesar de esse não ser um tema novo, ele vem ganhando cada vez mais força em empresas realmente comprometidas em construir um futuro melhor. 

Aproveite para descansar os olhos e ouvir este conteúdo!

Traduzido para o português como “Ambiental, Social e Governança”, o ESG passou a ser visto como fundamental para as estratégias das empresas. Afinal, a falta de compromisso nesses três eixos caracteriza um verdadeiro risco para a sustentabilidade – dos negócios e do planeta. 

Entendendo o que há por trás da sigla 

Como explicamos anteriormente, ESG é um acrônimo usado para se referir a três pilares que, na prática, definem o quão sustentável, socialmente consciente e adequadamente gerenciada uma empresa é. 

Para ficar mais claro, que tal nos aprofundarmos em cada uma das letras que compõem essa sigla? Acompanhe abaixo: 

  • Environmental (ambiental):  refere-se às boas práticas de conservação do meio ambiente, o que inclui assuntos como aquecimento global, emissão de carbono na atmosfera, gestão de resíduos e rejeitos industriais, desmatamento, entre outros. 
  • Social: diz respeito à forma como a empresa lida com as pessoas que fazem parte dela e também com a comunidade ao seu entorno. Isso abrange desde questões trabalhistas até a inclusão e diversidade.  
  • Governance (governança): está relacionada à administração da empresa, incluindo questões como conduta corporativa, ética e a relação com governos. 

Protagonista no processo de incentivar as boas práticas de ESG, nós do ManpowerGroup acreditamos que trabalhar para mudar o mundo é um esforço coletivo.  

Isso significa que empresas, governos e organizações sem fins lucrativos têm a responsabilidade compartilhada de investir em ações que aumentem a empregabilidade e prosperidade das pessoas, buscar por equidade e realizar contribuições positivas para toda a sociedade. 

A partir desta percepção, nós lançamos um relatório global de ESG, no qual compartilhamos os progressos conquistados até o momento nestas três frentes e os planos para o futuro.  

Agora, convidamos você a conhecer alguns dos pontos chave que foram abordados neste material e que podem servir de exemplo e referência. Vamos lá? 

Pessoas e prosperidade 

Comprometidos em sermos criadores de talentos em grande escala, definimos metas ousadas de diversidade, equidade, inclusão e pertencimento, para que mais pessoas possam desfrutar de uma parcela maior de prosperidade. As ações nessa frente incluem: 

  • Alcançar, globalmente, a meta de 40% de liderança feminina até 2024; 
  • Definir metas de diversidade adicionais nos principais mercados, para permitir que todas as pessoas participem e prosperem no local de trabalho; 
  • Investir em uma cultura inclusiva para reter e desenvolver talentos diversos; 
  • Aumentar a segurança do emprego no longo prazo. 

Em 2020, algumas iniciativas com esses propósitos já foram colocadas em prática. Por exemplo: a fim de reforçar a postura antirracista e o compromisso com a diversidade, a companhia realizou uma série de conversas sobre raça e interseccionalidade junto a mais de 400 colaboradores. 

No que diz respeito à paridade de gênero, atualmente, as mulheres representam quase 65% de nossa organização, ocupam 59% de todos os cargos de gestão e 39% dos cargos de liderança sênior em todo o mundo.  

O lançamento de programas de bem-estar, durante a pandemia, bem como o fornecimento de mentoria e qualificação para preparar jovens para o trabalho também estão entre as ações focadas em pessoas que foram colocadas em prática no último ano. 

Além disso, alcançamos mais de 50 milhões de candidatos com insights e orientação de carreira, ao mesmo tempo em que conectamos 2 milhões de pessoas a um trabalho significativo e sustentável. 

Planeta 

Quando o assunto é responsabilidade ambiental, também estabelecemos metas ambiciosas para impulsionar a ação climática e criar formas mais sustentáveis de trabalho. 

Por esse motivo, continuamos medindo, reduzindo e divulgando as emissões de gás carbônico, além de estabelecer metas de redução agressivas. Adotar novos modelos de trabalhos híbridos e flexíveis também está no radar. 

Neste sentido, o ano de 2020 foi marcado pela elaboração de um plano de ação climática, que visa reduzir as emissões em 50%, até 2030, bem como pelo compromisso em ser parte da solução para zerar as emissões líquidas até 2050 (ou antes). 

Princípios de Governança 

O último pilar divulgado no relatório global de ESG reforça nosso comprometimento em adotar as melhores práticas de governança corporativa e estabelecer altos padrões éticos para a indústria e stakeholders. 

Alinhados a esses princípios, já colocamos alguns planos em ação no ano passado. O estabelecimento do Comitê de Direção Executiva e a publicação de um modelo de engajamento de stakeholders são provas disso. 

Entre as ações que também foram colocadas em prática em 2020, estão: 

  • Fornecimento de uma linha direta de Ética Global, para orientar a todos os colaboradores; 
  • Realização de mais de 60 mil horas de treinamentos focados no Código de Conduta do grupo, segurança cibernética, privacidade de dados e outros assuntos relacionados a ética nas negociações; 
  • Compartilhamento de dicas sobre Cyber ​​Safety junto a todos os colaboradores, com foco em fortalecer a segurança cibernética durante o trabalho remoto;
  • Publicação de uma política global de direitos humanos para defender práticas de recrutamento ético, flexibilidade de emprego equilibrada com segurança, e oportunidades para populações sub-representadas e vulneráveis ​​desenvolverem habilidades solicitadas e participarem da economia formal. 

Como reconhecimento aos esforços praticados, recebemos alguns prêmios que reforçam a nossa atuação ética e responsável.  

Além de sermos listados, pela Forbes, como uma das melhores empresas de recrutamento da América, também ganhamos o prêmio “Selo de Diversidade para a Bélgica”, concedido pelo Ministro do Trabalho e Formação Profissional de Bruxelas. 

O nosso plano global “Working to Change the World” reforça a importância de se criar um valor compartilhado de longo prazo e operar modelos de negócio éticos e sustentáveis, que atendam aos imperativos das empresas e da sociedade em geral. 

Confira o relatório na íntegra e veja como apoiamos métricas focadas em Pessoas, Planeta e Princípios de Governança, clique aqui 
 
E para conhecer mais sobre nossas práticas e soluções de força de trabalho para sua empresa, cadastre-se no formulário abaixo.
Deixar comentário