Indispensável na era digital, o currículo online é o seu grande aliado na busca por um novo emprego. Criar esse documento para enviar por e-mail ou preenchê-lo em sites de vagas pode parecer uma tarefa simples, mas sabemos que, quando o assunto é encontrar a oportunidade certa, toda chance de se destacar deve ser aproveitada ao máximo, não é mesmo?

É por isso que estamos aqui: vamos trazer um exemplo prático de como preencher seu currículo online e mostrar o porquê não dá para abrir mão desse recurso na hora de ir atrás da sua próxima conquista profissional. Para nos ajudar nessa missão, usaremos o Fernando, um personagem que representa o candidato que, assim como você, está montando o CV virtual.

Fernando é formado em Administração de Empresas e está se cadastrando em sites de vagas para ampliar as chances de ser chamado para uma entrevista. E, então, vamos ver como fazer um CV online sem complicação? Acompanhe!

Mas antes… atenção para as buscas

Um dos motivos que leva os recrutadores a buscar candidatos em bancos de currículos é a facilidade de criar filtros e encontrar profissionais que estejam mais próximos ao perfil da vaga. É como se fossem pesquisas na internet que funcionam a partir de palavras-chave. Por isso, deixe sempre o mais claro e objetivo possível o que você quer, quais são suas experiências e habilidades. Quer ver um exemplo?

Fernando tem conhecimento avançado em Excel, mas se ele escrever somente que “tem experiência com planilhas” pode perder a oportunidade de aparecer nos resultados se a busca conter o termo “Excel”. Ou seja, especifique seus diferenciais para o cargo pretendido. Isso vale para todos os campos!

Com o tempo cada vez mais curto para os recrutadores fecharem as vagas, os cadastros  simplificam o processo e, portanto, você não pode deixar de ter o seu CV online. Agora que você já está por dentro, podemos seguir para o passo a passo. Esperamos que seja o pontapé para um novo ciclo da sua carreira!

Dados pessoais: a primeira parte do currículo online

O início do cadastro acontece com as informações pessoais básicas que permitem que o recrutador saiba seu nome, idade, residência e formas de entrar em contato, o que é essencial caso haja interesse em convidar você para uma entrevista.

Nessa fase, atenção especial para os telefones de contato: apesar de ser cada vez menos comum, é importante apresentar um número fixo. Além disso, ao informar seu e-mail, garanta que este seja neutro – sem brincadeiras ou apelidos. Caso necessário, crie um endereço exclusivo para o cadastro profissional. E vale o lembrete: se você mudar de casa ou trocar o número do celular, lembre-se de atualizar esses dados no currículo online também!

Objetivo profissional: onde você quer estar

O objetivo profissional é responsável por mostrar que você sabe muito bem aonde quer chegar e que está seguro para as oportunidades. A seguir, preparamos um modelo com as pretensões do Fernando para te ajudar a criar a sua própria descrição:

“Meu objetivo é atuar na área administrativa para aplicar e desenvolver minhas habilidades e competências, ampliando minha experiência e contribuindo com os resultados da empresa.”

E você se lembra das palavras-chave? Então, se você está aplicando para uma vaga específica que já indica qual o cargo, é possível incluir a nomenclatura da posição que pretende assumir para facilitar que seu CV seja encontrado:

“Meu objetivo é atuar como Analista Administrativo para aplicar e desenvolver minhas habilidades e competências, ampliando minha experiência e contribuindo com os resultados da empresa.”

Resumo profissional: hora de contar um pouco da sua trajetória

Como o nome já diz, este é o momento de falar de forma breve sobre sua jornada e citar quais as razões técnicas para o recrutador te contratar. Não se estenda com muitos detalhes, porque ao falar das suas experiências profissionais (próximo tópico), você poderá explicar melhor suas atividades. Veja um exemplo de resumo profissional para você se basear e faça o seu com mais segurança:

“Há seis anos atuo na área administrativa e tenho experiência em controle financeiro, cotações, relação com fornecedores e departamento pessoal e elaboração de relatórios. Sou graduado em Administração de Empresas, realizei cursos de Processos Gerenciais e Contabilidade Empresarial, além de ter conhecimento avançado em Excel e no software SAP.”

Experiências profissionais: a construção da sua carreira

Enfim, chegamos na parte do currículo online em que você mostra toda sua bagagem! Fale dos empregos mais recentes primeiro até chegar no mais antigo – dispense experiências que não façam sentido para o seu objetivo profissional. Inclua o nome da empresa, data de início e término e aproveite para indicar suas principais atividades em cada uma das oportunidades.

Vamos ver como Fernando faria para explicar suas funções para você também se inspirar?

Na empresa X, fui responsável por:

– Contas a pagar e contas a receber;

– Emissão de Notas Fiscais;

– Controle financeiro no software SAP e Excel;

– Elaboração de relatórios gerenciais;

– Interface com fornecedores e departamento pessoal.

A listagem ajuda na leitura e facilita o entendimento por parte dos recrutadores, então, prefira este formato. Repita esse detalhamento para todas as suas experiências de acordo com o papel que desempenhava nas empresas. Se você souber  – e puder compartilhar -, é muito interessante falar dos resultados do seu trabalho.

Formação acadêmica: mostre seu conhecimento teórico

Este é o espaço para você falar qual o seu nível de formação. Especifique o nome do curso e qual foi a instituição que você frequentou. Indique também se o curso (graduação, técnico, pós-graduação etc.) está completo, se ainda está cursando ou se não chegou a finalizá-lo. Só na área de cursos extras é que você deverá citar formações complementares, fique atento!

Idioma: explore este diferencial

Esta informação vem sendo cada vez mais relevante para os recrutadores, especialmente se você deseja trabalhar em uma multinacional ou empresa de grande porte. Mas seja honesto quanto ao seu conhecimento de uma outra língua, até porque muitas empresas fazem testes para garantir que o candidato esteja realmente dentro do perfil.

Aqui, cite o idioma (inglês, espanhol, italiano, francês etc.) e o seu grau de domínio – alguns sites de vagas fazem a separação entre leitura, escrita e conversação. Por isso, saiba diferenciar seu nível nestas diferentes frentes.

Cursos extras: manter-se atualizado é fundamental

Uma coisa é certa no mercado de trabalho: o conhecimento deve estar sempre fresco para que os profissionais sejam vistos como qualificados. Portanto, se você tem cursos relacionados ao seu foco, é a melhor oportunidade de valorizá-los! O Fernando, por exemplo, tem dois certificados importantes para serem destacados. Confira como falar sobre eles:

Curso de Processos Gerenciais na Instituição Y concluído em 2018;

Curso de Contabilidade Empresarial na Instituição X concluído em 2016.

Se você não tiver formações complementares que estejam ligadas à sua área de atuação, não é interessante colocá-las aqui somente para preencher espaço. O recrutador quer ver aquilo que irá agregar valor ao seu desempenho na função, combinado?

Habilidades: use os termos certos para se destacar

Voltando ao tema das palavras-chave, aqui é válido escrever o nome das ferramentas que você sabe usar e que fazem parte das suas atividades. Alguns exemplos são os já citados Excel e SAP que são importantes para o Fernando. Para definir as suas habilidades, indique as plataformas relacionadas ao seu mercado. Além disso, especifique qual o nível de aprofundamento em cada uma delas (básico, intermediário, avançado). Veja o exemplo:

  • Conhecimento avançado em SAP;
  • Conhecimento avançado em Excel;
  • Conhecimento intermediário em Alterdata.

Informações adicionais: o que vale a pena o recrutador saber

Chegando ao fim, temos uma área para você apontar aquilo que não entrou nos itens acima, mas que são importantes para o recrutador. Isso envolve disponibilidade para viagens, carteira de habilitação, carro próprio, trabalhos voluntários (diga qual a ONG e o período) e também premiações que recebeu durante sua carreira.

Esses “detalhes” enriquecem seu currículo online e podem chamar a atenção do empregador enquanto ele recruta candidatos em seu banco. Veja um exemplo que preparamos para o Fernando:

  • Tenho disponibilidade para viagens;
  • Possuo carro próprio e carteira de habilitação categoria B;
  • Fui voluntário da ONG X durante o período de março de 2015 a outubro de 2017.

E então, preparado para fazer seu currículo online? Tire um tempo e se dedique a essa importante etapa da busca por um novo emprego! Com informações bem colocadas e palavras-chave que ajudem seu CV a aparecer nos resultados, mais chances você tem de conseguir um encontro cara a cara com o recrutador. Lembre-se sempre de ser sincero com suas qualificações e aproveitar os espaços informando aquilo que está sendo pedido.

Se você se inspirou, que tal visitar o site da Manpower e cadastrar seu currículo gratuitamente para se candidatar às melhores vagas do mercado de trabalho? Você também pode contar com um vídeo tutorial, caso tenha alguma dúvida durante o preenchimento. Vamos lá? Clique aqui e boa sorte!